IBM investe US$ 10 mi no Postgresql. Mais consolidações à vista?

Atenção, este blog foi migrado para: http://brunopereira.org

Essa semana fiquei sabendo pelo blog do Savio Rodrigues que a IBM investiu US$ 10 milhões no EnterpriseDB, uma derivação comercial do Postgresql, mas cujos desenvolvedores atuam no desenvolvimento do produto open source também.

Com isso, até o momento o EnterpriseDB já recebeu no total US$ 37,5 mi, o que é bem próximo dos US$ 39 mi que o MySql havia recebido antes de ser comprado pela Sun. Torço para que isso ajude bastante no desenvolvimento do banco de dados e que eles consigam trazer ainda mais qualidade aos seus produtos. O Postgresql é um banco open source muito maduro e confiável já há muitos anos e o EnterpriseDB adiciona recursos interessantes para grandes empresas. Entre as principais forças do EnterpriseDB está a sua garantia de compatibilidade com código feito para o Oracle. Eles garantem por contrato que a sintaxe SQL, tipos de dados, packages, stored procedures, trigger e views desenvolvidas para o Oracle irão funcionar conforme esperado no EnterpriseDB. Isto sem dúvida é um facilitador para empresas que possuam grandes bases Oracle e queiram progressivamente migrar seus bancos de dados.

Eu usei pela primeira vez o Postgresql no começo de 2003, e sempre o considerei melhor que o Mysql. A principal razão pela qual o Postgres perdeu espaço para o MySql foi o fato de que o Postgres não tinha um instalador nativo para Windows antes da versão 8.0, que saiu em janeiro de 2005. O MySql tinha muito menos funcionalidades e confiabilidade, mas como era fácil utilizá-lo no Windows, sua adoção aumentou rapidamente.

Eu ainda considero o Postgres melhor do que o MySql e ele é o meu banco de dados preferido quando eu tenho a liberdade de escolher. Espero que eles continuem desenvolvendo bastante o produto e recebam mais investimentos. Eles merecem um ótimo lugar no mercado de bancos de dados, e torço para que eles consigam tanto ou mais sucesso que o MySql.

Aproveitando esta discussão, algo que me veio à cabeça diz respeito à consolidação das pilhas de produtos no mercado. Será que faria sentido que a Red Hat comprasse o EnterpriseDB e a Oracle comprasse uma distribuição Linux?

A Sun atualmente possui a pilha completa, indo do sistema operacional até o middleware Java, e inclui um banco de dados (MySql). A IBM não vende mais sistemas operacionais próprios (até onde sei), mas suporta bastante o Linux e tem seu banco de dados e o middleware Java EE.

A Oracle tem tudo menos o sistema operacional, especialmente depois da compra da BEA. A Red Hat tem tudo menos o banco de dados. Ambas fizeram compras significativas no passado. Será que veremos as 2 empresas completando sua pilha de produtos em breve?

Isto é algo que eu gostaria de saber, e seria bem interessante ver como o mercado se comportaria depois de tais movimentos.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: