Instalação e configuração do DbVisualizer no Linux

Atenção, este blog foi migrado para: http://brunopereira.org

Com a crescente adoção do uso de Linux, algumas pessoas têm me perguntado qual software de acesso a banco de dados eu uso no Linux. Eu utilizo um software que já conheço desde os meus tempos de desenvolvimento para PDAs, quando o DbVisualizer era a única forma conhecida de se acessar as bases de dados dos dispositivos móveis.O software pode ser baixado a partir daqui, após preenchimento de um pequeno cadastro. Para que usa distribuições baseadas em pacotes rpm, a opção do download do rpm é mais conveniente, e a instalação pode ser feita com o comando rpm –install nome_arquivo_dbvis.rpm. Para Linux em geral, pode ser utilizado o instalador em formato .sh

Baixando o instalador .sh, basta copiar o arquivo para um diretório qualquer de sua preferência e executá-lo como ./dbvis_linux_6_0_2.sh para iniciar o processo de instalação.

Caso o instalador não se inicie normalmente, verifique se o arquivo .sh está com permissão de execução (caso não esteja, faça chmod a+x dbvis_linux_6_0_2.sh) e se você possui o Java no PATH do seu usuário. Para verificar se você possui o Java e a versão do mesmo, use o comando: java -version. O recomendado é ter uma versão de Java da Sun e que seja a partir do 1.5. Muitas distribuições Linux instalam uma versão do Java da GNU, mas não gosto e não recomendo esta versão. Coloque o diretório do Java da Sun no começo do PATH do usuário (se alguém não souber como, eu explico posteriormente).

O processo de instalação em si é bastante simples. Você precisa apenas aceitar os termos de uso do software e escolher o diretório de instalação. No resto, aceite as opções padrão apresentadas e Next -> Next -> Next🙂 O processo de instalação cria um atalho no Desktop.

Com a aplicação instalada, vou mostrar agora como configurar a aplicação para conseguir acessar o Oracle. O driver jdbc do Oracle não vem incluído na instalação do DbVisualizer. Para conectar ao Oracle é necessário carregar o driver. Para isto, entre na opção Tools -> Driver Manager, conforme abaixo:

Carregar driver jdbc

Nesta tela que abrir, selecione no menu esquerdo a opção Oracle Thin e então na janela que se abrirá, você terá que selecionar o jar do driver jdbc do Oracle (ojdbc14.jar ou classes12.jar), conforme abaixo:

Escolher jar do driver jdbc

Se o jar foi corretamente carregado, a opção do Oracle Thin aparecerá verde. Tendo feito isso é hora de criar a conexão. Vá para a tela principal da aplicação, e no menu esquerdo, clique com o botão direito na opção Connections e então escolha Create Database Connection. Escolha por não usar o wizard, e você chegará na tela a seguir:

Nova conexão

Preencha os campos da seguinte forma:

  • Alias: nome que você quer dar à conexão
  • Database Type: Oracle
  • Driver (JDBC): Oracle Thin
  • Database URL: url jdbc de acesso, conforme será explicado abaixo.
  • Userid: usuário de banco
  • Password: senha do usuário

A URL jdbc varia de um servidor para o outro. No caso do Oracle, o formato é conforme publicado neste outro post. Como referência para o Oracle, se você tiver acesso a um tnsnames que acesse o servidor que você precisa, no tnsnames o formato da declaração é: nome_alias = string_conexao

Para criar uma URL jdbc do Oracle a partir de uma conexão declarada no tnsnames, você deve fazer jdbc:oracle:thin:@string_conexao

Pronto, após preencher este formulário de configuração, você está pronto para conectar-se ao Oracle! Caso alguma coisa não tenha ficado clara, por favor me indiquem para eu explicar melhor

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: